Nova Iorque está em estado de emergência contra a poliomielite

Flávia Almeida

22/09/2022

Atualizado em21/09/2022

3 min

Após décadas de extensos programas de vacinação no mundo, a poliomielite esteve restrita a dois países, entre 2017 e 2021: Afeganistão e Paquistão. No mesmo período, ocorreram, no mundo, 2.289 novos casos de poliomielite, causada por vírus derivado de vacina.


Entretanto, em 2022, casos de poliomielite pelo poliovírus selvagem 1 foram reportados no Malawi (n=1) e em Moçambique (n=5)(Figura 1).


Um caso por poliovírus 3 derivado de vacina (cVDPV3) foi confirmado em uma menina não vacinada de 3 anos e 9 meses em Israel (Figura 1). O último caso de pólio, no país, havia sido notificado em 1989.


Nova Iorque em alerta

Recentemente, o Departamento de Saúde do Estado de Nova Iorque, Estados Unidos, notificou a detecção do poliovírus 2 derivado de vacina (VDPV2) em amostras de fezes de um adulto jovem imunocompetente NÃO VACINADO para pólio e internado por paralisia flácida aguda. Na investigação do caso, o VDPV2 foi detectado em amostras do esgoto do condado do paciente (Rockland County), além dos condados de Orange, Sullivan, Nova York e Nassau.


Figura 1. Casos de poliomielite causados pelo vírus selvagem () e pelo vírus vacinal () nos últimos 12 meses.

Fonte: Organização Mundial de Saúde, 21 de setembro de 2022.


O último caso de poliomielite, nos EUA, por poliovírus selvagem ocorreu em 1979, e o país foi declarado livre da pólio em 1994. E o último caso de doença por vírus vacinal tinha ocorrido em 2005, pelo VDPV1.


Qual a conclusão da investigação epidemiológica?

- O paciente compareceu a uma grande festa 8 dias antes do início dos sintomas e não tinha viajado internacionalmente durante o período de exposição presumido.

- A origem do VDPV2 detectada nas fezes do paciente e em amostras de esgoto permanece desconhecida. Como o paciente não havia viajado internacionalmente durante o período de exposição potencial, conclui-se que há uma cadeia de transmissão do VDPV2 dentro dos Estados Unidos, originário de uma pessoa que recebeu a vacina oral contra a poliomielite (VOP) no exterior. A VOP foi substituída pela vacina inativada (VIP) no calendário de vacinação de rotina no Estados Unidos em 2000. As comparações de sequências de genomas identificaram uma relação com os VDPV2 detectados, recentemente, no esgoto em Israel e no Reino Unido.


Qual a medida adotada nos Estados Unidos?

- O Departamento de Saúde de Rockland County realizou uma campanha de vacinação em 22 de julho de 2022. Entretanto, o número de doses administradas não foi suficiente para aumentar significativamente a cobertura vacinal.

- Em 9 de setembro de 2022, o Departamento de Saúde do Estado de Nova Iorque declarou uma emergência estadual, aumentando a disponibilidade de recursos para proteger os novaiorquinos contra a doença, reforçando a campanha de imunização. A orientações é que todos os nova-iorquinos não vacinados, incluindo crianças com 2 meses de idade, grávidas e pessoas que não completaram sua série de vacinas contra a poliomielite anteriormente, devem ser imunizados imediatamente.


Quais são as implicações na saúde pública?

- Pessoas não vacinadas continuam em risco de adquirir poliomielite paralítica se forem expostas ao poliovírus derivado de vacina.

- A ocorrência deste caso, aliada à identificação de poliovírus em esgoto, ressalta a importância de manter níveis elevados de cobertura vacinal para prevenir a poliomielite paralítica em pessoas de todas as idades.


Conclusão

Qualquer caso de pólio deve ser um grande sinal de alerta para avaliação e ampliação da cobertura vacinal, única estratégia que pode evitar e eliminar a doença.


Referências

  1. Link-Gelles R, Lutterloh E, Schnabel Ruppert P, Backenson PB, St George K, Rosenberg ES, Anderson BJ, Fuschino M, Popowich M, Punjabi C, Souto M, McKay K, Rulli S, Insaf T, Hill D, Kumar J, Gelman I, Jorba J, Ng TFF, Gerloff N, Masters NB, Lopez A, Dooling K, Stokley S, Kidd S, Oberste MS, Routh J; 2022 U.S. Poliovirus Response Team. Public Health Response to a Case of Paralytic Poliomyelitis in an Unvaccinated Person and Detection of Poliovirus in Wastewater - New York, June-August 2022. MMWR Morb Mortal Wkly Rep. 2022 Aug 19;71(33):1065-1068.
  2. Protecting New Yorkers Through Immunization: State Department of Health Updates New Yorkers On Polio In New York State. https://www.health.ny.gov/press/releases/2022/2022-09-09_polio_immunization.htm


Você também pode se interessar por:

Poliomielite – Atenção à cobertura vacinal.

Retinoblastomas pediátricos: importância do rastreamento




Tags

VACINA
POLIOMIELITE

Flávia Almeida

Infectologia

CRM: 91434-SP

Médica formada pela Universidade de Mogi das Cruzes, com residência em Pediatria e Infectologia Pediátrica pela Santa Casa de São Paulo, doutorado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Professora assistente de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Médica assistente da Infectologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da Santa Casa de São Paulo.

Parcerias:

logo GrupoFleury
logo MIT
logo Philips
logo Saude Id
logo BricNet
logo Cannect
logo Hospital Sírio-Libanês

A Pupilla

Siga nossas redes