Últimos dias para aproveitar os melhores descontos do ano 

0

0

Dias

0

0

Horas

0

0

Minutos

0

0

Segundos


SETEMBRO DOURADO: diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil

Flávia Almeida

27/09/2022

Atualizado em16/11/2022

1 min
SETEMBRO DOURADO: diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil

Atualmente, cerca de 80% das crianças e dos adolescentes com câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados pediátricos com protocolos cooperativos.

No Brasil, de acordo com os dados atualmente consolidados nos registros de câncer, muitos pacientes ainda são encaminhados aos centros de tratamento com doenças em estádio avançado, comprometendo, assim, seu prognóstico.

Neste contexto, foi instituído o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil, celebrado em 23 de novembro (lei nº 11.650, de 4 de abril de 2008), com intuito de estimular ações educativas associadas à doença, promover debates e outros eventos sobre as políticas públicas de atenção integral às crianças e aos adolescentes com câncer, além de divulgar os avanços técnico-científicos na área.


Adicionalmente, o mês de setembro foi escolhido para intensificar a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil, representado mundialmente pelo símbolo do laço dourado (setembro dourado).


Figura 1. Campanha de conscientização sobre o setembro dourado realizado pelo Ministério da Saúde em parceria com a equipe de Telessaúde da UNIFESP.


Fonte: Telessaúde UNIFESP (reprodução).



Inscrições abertas!

Curso Introdução à Oncologia para Não Oncologistas: conceitos básicos para a prática clínica.

Aproveite a oferta limitada e faça já a sua inscrição!



A Sociedade Brasileira de Pediatria publicou, em 22/09/2022, uma Nota especial sobre “Diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil”, ressaltando a importância do tema. Além disso, a Sociedade participou do lançamento da campanha.


Ademais, este ano, tivemos o Dia Nacional de Conscientização e Incentivo ao Diagnóstico Precoce do Retinoblastoma – 18 de setembro. A iniciativa, intitulada “De olho nos olhinhos”, lançou uma cartilha que tem como objetivo chamar a atenção para o problema e ajudar no reconhecimento dos sinais deste câncer o qual acomete crianças pequenas e pode afetar um ou ambos os olhos.


Você também pode se interessar por:

As desigualdades do câncer infantil.

Retinoblastomas pediátricos: importância do rastreamento




Tags

CÂNCER
PEDIATRIA

Flávia Almeida

Infectologia

CRM: 91434-SP

Médica formada pela Universidade de Mogi das Cruzes, com residência em Pediatria e Infectologia Pediátrica pela Santa Casa de São Paulo, doutorado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Professora assistente de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Médica assistente da Infectologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da Santa Casa de São Paulo.

Black November Card

Parcerias:

logo GrupoFleury
logo MIT
logo Philips
logo Hospital Sírio-Libanês
logo Saude Id
logo Cannect
logo BricNet

A Pupilla

Siga nossas redes