Últimos dias para aproveitar os melhores descontos do ano 

0

0

Dias

0

0

Horas

0

0

Minutos

0

0

Segundos


Robô Pupilla e os artigos da semana #24: Metanálise avaliou a eficácia do exercício domiciliar na qualidade de vida em idosos após a hospitalização

Octávio Augusto Bedin Peracchi

Octávio Augusto Bedin Peracchi

13/09/2022

Atualizado em13/09/2022

2 min
Robô Pupilla e os artigos da semana #24: Metanálise avaliou a eficácia do exercício domiciliar na qualidade de vida em idosos após a hospitalização

A busca por publicações científicas usadas na produção do conteúdo da Pupilla conta com o apoio da Inteligência Artificial. A partir de algoritmos definidos pelos médicos Key Opinion Leaders da plataforma, o robô Pupilla rastreia artigos em importantes periódicos de saúde, como The New England Journal of Medicine, The British Medical Journal, JAMA, The Journal of Clinical Investigation, entre outros. Esta coluna traz dois artigos bastante relevantes, sugeridos pela nossa equipe médica, dentre aqueles buscados pelo nosso robô. 


Metanálise avaliou a eficácia do exercício domiciliar na qualidade de vida em idosos após a hospitalização

Por: Lin I, Glinsky J, Dean C, Graham P, Scrivener K. Effectiveness of home-based exercise for improving physical activity, quality of life and function in older adults after hospitalisation: A systematic review and meta-analysis. Clin Rehabil. 2022 Sep;36(9):1170-1185. Epub 2022 May 6. PMID: 35522200.

Identificador: https://doi.org/10.1177/02692155221095936


Os autores deste artigo realizaram uma metanálise para determinar se programas de exercícios domiciliares para idosos, após um período de hospitalização, são eficazes para melhorar a atividade física, a qualidade de vida, as atividades da vida diária (AVD) e a mobilidade quando comparados com nenhuma intervenção, com os cuidados-padrão ou com os exercícios realizados em centros especializados. Nesse sentido, dez estudos foram incluídos, sendo a atividade física avaliada como desfecho primário; e a qualidade de vida, o desempenho nas atividades da vida diária, a mobilidade, os eventos adversos e as reinternações hospitalares, os desfechos secundários. Ao avaliar os resultados desses estudos, observaram que o exercício domiciliar é mais eficaz do que nenhuma intervenção para melhorar o desempenho das atividades da vida diária, porém não está claro se é mais eficaz quando comparado com os exercícios feitos em centros especializados. 


Você pode se interessar por:

Robô Pupilla e os artigos da semana #10: Intervenção no estilo de vida e risco cardiovascular e de demência em idosos

Atividade física, aptidão cardiorrespiratória e desfechos cardiovasculares em indivíduos com Fibrilação Atrial: o estudo HUNT

Robô Pupilla e os artigos da semana #10: Treinamento físico e risco cardiovascular em idosos 

Fragilidade, um identificador de maior mortalidade de idosos no PS


Curso Geriatria na prática clínica: prevenção e tratamento do idoso - Inscreva-se!


Tags

RECOMENDAÇÃO
ATUALIZAÇÃO MÉDICA
ENSINO MÉDICO CONTINUADO
IDOSOS
EXERCÍCIO FÍSICO
Octávio Augusto Bedin Peracchi

Octávio Augusto Bedin Peracchi

Reumatologia

CRM: 131954-SP

Médico formado pela Universidade Federal do Paraná. Residência Médica em Pediatria pelo Hospital Pequeno Príncipe (Curitiba/PR). Residência Médica em Reumatologia Pediátrica, Mestrado e Doutorado pela Universidade Federal de São Paulo. Coordenador da Educação Médica e do Núcleo Médico do Marketing e Comunicação do Grupo Fleury.

Black November Card

Parcerias:

logo GrupoFleury
logo MIT
logo Philips
logo Hospital Sírio-Libanês
logo Saude Id
logo Cannect
logo BricNet

A Pupilla

Siga nossas redes